quinta-feira, 7 de janeiro de 2010

Ser MÃE

Quando a mulher engravida, fica os 9 meses pensando no bebê. Em como ele vai nascer lindo e saudável. Vai mamar que é uma beleza. Ela vai ter leite para dar e vender. E o bebê vai ser bonzinho, surpreender todo mundo e dormir a noite toda com 1 mês de vida. E vai fazer cocô certinho todos os dias (durante o dia, please). O choro vai ser música para os ouvidos, baixinho e afinado. E vai ser amor a primeira vista.

Acontece que você chega no hospital. Expectativa mil. Quando a mulher entra no centro cirurgico pergunta "o que eu estou fazendo aqui!". Emoção a flor da pele. O bebê nasce. Saudável, chorando forte, lindo (apesar de só a mãe achar). Os 3 dias no hospital são meio confusos. Muitas visitas, dores do parto, remédios, tentativas de ficar com o bebê e todo mundo em cima ao mesmo tempo. A mãe não vê a hora de ir para casa.

Quando chega em casa, a primeira pergunta é: "E AGORA???" A real é que antes de ir para casa a mãe quase que nunca viu o filho peladinho. E nunca trocou a fralda dele, afinal no hospital fizeram tudo por ela.

O sono é interrompido várias vezes. A mãe levanta da cama bufando, mas ao chegar no berço o rosto se transforme e logo vem um sorriso. Vem as cólicas. O peito doi. O tempo vai passando devagar e todo mundo vai se adaptando. A mãe vai ficando bem cansada. O bebê vai ficando mais bonito, ela até admite que ele nasceu "não tão bonitinho assim". O choro não é tão afinado. E é beeem alto, principalmente de madrugada. Os cocos geralmente vem também de madrugada, logo quando ela queria dormir uns 5 minutinhos a mais. Afinal, o bebê não dorme a noite toda como ela sonhou e esperou.

E no final das contas, justamente nesses momentos que o coração começa a inchar. A inchar de amor. Nesses momentos que o amor nasce, cresce e se fortalece. Dia após dia.

Existem mil e uma coisinhas que as mães nunca falam. Você só descobre quando se torna uma.
E quer saber um outro segredo??? As mães não falam porque logo se esquecem. A memória é curta e vai se preenchendo de AMOR! De pequenos sorrisos banguelos, grandes descobertas. Enormes gargalhadas. Noites de sono....

E ai está a magia de ser mãe!!!!

2 comentários:

A Nurit disse...

Dri... que texto gostoso. Engraçado, emocionante e principalmente REAL. Como esquecemos tudo mesmo, né? Nossa vida vira de cabeça para baixo e nos torna extremamente completas assim.
No RS, os bebês ficam 24h com as mães no quarto da maternidade e isso é ótimo, pois chegando em casa ele não é tããão desconhecido assim, mas muitas coisas só aprendemos e entendemos mesmo quando nos tornamos mães.
Beijos para vocês.

Renata Moni disse...

Falou tudo e mais um pouco! e falou bonito!rsrs
bjs