segunda-feira, 16 de março de 2009

Qualquer semelhança não é mera coincidência...

Quando eu era pequena eu era viciada em chupeta.
Eu andava com uma na boca e outras 10 como se fossem aneis em todos os dedos.

Quando eu entrei na escola, era proibido levar chupeta.
E eu, malandrinha, escondia uma chupeta no bolso da minha calça do uniforme. Posso lembrar da cena como se estivesse acontecendo agora. Era um bolso na coxa esquerda. De ziper. E era bem pequeno.

Já na escola, quando tinhamos um tempo livre no parquinho, eu me escondia de baixo do escorregador para chupar minha chupeta em paz. Logo consegui adeptos. Eu não era egoista, não. Todo mundo que chegava podia chupar um pouco também.

Até que eu fui descoberta! A professora perguntou para minha mãe se ela deixava que eu colocasse a chupeta na mochila: e minha mãe nem sabia que eu levava a chupeta na escola....rs! Acabou minha malandragem desse dia em diante.

Meu baixinho sabe que só pode chupar chupeta em casa.

Semana passada, meia hora antes de levá-lo na escola, vou procurá-lo e vejo ele, sentado no chão, abrindo a mochila e colocando lá dentro o paninho e a chupeta.

Um comentário:

lucianakow disse...

inacreditável,que fofo! é de morder! Essa semana tirei a chupeta do tomy, ele era apegadíssimo e achei que isso nunca fosse acontecer, ou que eu nunca teria coragem...mas os dentinhos ja estão ficando para frente (como os meus...) enfim....ele reagiu melhor do que eu esperava, está se saindo muito bem e sem nenhum escândalo, fiquei tão orgulhosa que conto pra todo mundo que encontro! bjs